Dicas de Malas e Bagagens

– Use malas com rodinhas (quanto menos aparentes as rodinhas, mais embutidas, mais duráveis serão as malas).
– Evite malas com rodízios fraquinhos e pés plásticos muito proeminentes. Eles quebram-se facilmente.
– Seja light: use embalagens pequenas para artigos de toalete.

– Use cadeados com segredos (os de chave serão inutilizados caso sua bagagem necessite ser aberta pela segurança de aeroportos e você chegará com suas malas abertas).
– Verifique se os hotéis dispõem de secadores de cabelos e ferro elétrico.

– Nunca despache valores, jóias, remédios e câmeras. Carregue-os na mala de mão.

– Em princípio, se não puder carregar todas as suas malas você mesmo, pense na possibilidade de não encontrar carregadores em hotéis, estaçãos de trêm e ônibus. Estando sozinho, pense na possibilidade de carregar apenas aquilo que você mesmo consiga transportar.
– Mais do que nunca as Cias. aéreas estão exigindo que as bagagens tenham peso e medidas determinados, especialmente aquela que embarcará com você na cabine. A soma das dimensões (altura, largura e comprimento), dessa bagagem não pode ultrapassar 115 centímetros e seu peso não pode exceder 5 quilos.

– Consulte os sites das Cias. aéreas e verifique os tipos e dimensões das bagagens que podem ser despachadas sem custo.
– A gratuidade de bagagem despachada é de 2 malas de 158 cm e 32 kg por passageiro, em vôos internacionais e de 23 kg para cada uma das 2 malas, em vôos domésticos (inclusive no exterior)
– Use identificadores de bagagem (dois para cada mala, no mínimo), e fitas coloridas (preferencialmente de duas cores em cada mala), para distinguir sua bagagem facilmente.
– É recomendado o uso de cintas protetoras que “abraçam” as malas, como segurança contra abertura acidental dos fechos.
– Ponha em apenas uma mala todas as compras feitas no exterior, o que facilitará a sua vistoria ao passar por alfândegas. Guarde todos os recibos de compras dos produtos para comprovação eventual ao regressar ao país e ter sua bagagem verificada pela polícia aduaneira.
– Você pode despachar quantas malas desejar, de até 32 Kg cada, em viagens internacionais, ao custo de US$ 80,00 por mala. Toda mercadoria despachada em caixas e embalagens pagará preços diferenciados (e bem mais caros), calculados segundo critérios de “carga”, não de bagagem.
– Uma mochila dessas de trekking é muito útil para usar durante os passeios que fizer, em viagem. Nela você pode botar pequenas compras que fizer durante o dia, equipamento fotográfio, guias, mapas, etc. Evite carregar muito e pense light quando for colocar o conteúdo de sua mochila, porque ao longo do dia excesso de peso pode detonar sua coluna. Recomendo o uso de um pequeno cadeado (com segredo, não com chave) no fecho da bolsa principal.
– Leve uns sacos plásticos auto-selantes, tipo Zip-loc. Com certeza você os achará muito úteis.
– Canivete suíço e/ou mini-kit de ferramentas de viagem (multi-tool) – Mas, evite qualquer tipo de ferramenta ou canivete que possa assemelhar-se a uma arma. Isso é óbvio em viagens aéreas, porque você sequer embarca, uma vez que até  tesourinha de unhas é proibido. Em viagens internacionais de trem, na Europa, por exemplo, isso pode ser um problema em checagem de bagagem de mão ao se cruzar fronteiras, por exemplo.
– Abridor de latas/garrafa múltiplo, o mais leve possível.
– Calço de borracha para porta (pode parecer besteira, mas dependendo do lugar onde você estiver hospedado ele será uma ótima trava de segurança.
– Brindes: leve canetinhas, CDs, chaveiros e tudo mais que você puder imaginar, se tiver que presentear alguém. Funciona muito bem para porteiros de hotéis, recepcionistas, camareiras, motoristas, guias e, especialmente, com crianças.
– Chaves de casa (para não ficar na rua na volta pra casa!).
Como arrumar malas
Ponha os objetos mais pesados no fundo da mala, onde ficam as rodinhas. Sapatos, eletrônicos, necessaire, etc…;
Levando mais de uma mala, ponha apenas roupas numa e calçados, eletrônicos, mini-farmácia, cosméticos, necessaire, adaptadores de tomadas, pilhas, equipamento fotográfio (exceto a câmera), etc… separadamente das roupas;

No fundo da mala coloque as calças de maneira a que ocupem toda a superfície do fundo, arrumando de maneira a que a cintura de uma coincida com as pernas de outra.  Não é recomendado dobrar no meio a roupa, e sim extendê-la ocupando o máximo do fundo da mala, dobrando apenas o que sobrar;
Acima dessas camisetas e bermudas, shorts e roupas que pesem mais e amassem menos;
Distribua as roupas tentando ocupar toda asuperfície da mala;
Depois de botar as roupas acima (as mais pesadas e que amarrotem menos), passe o elástico sobre elas para fazer uma nova camada de roupas;

Camisas e camisetas, blusas e saias  recomenda-se que sejam postas uma a uma em sacos plásticos transparentes. Na hora de você pegar a roupa será muito mais fácil encontrá-la.

À medida que for tendo que re-arrumar a(s) mala(s), ponha as roupas sujas no fundo da mala. Tire todo o conteúdo dela e distribua as roupas abertas, sem dobrar, ocupando o máximo possível da área útil da mala e depois feche por cima da última peça de roupa suja o elástico divisório, arrumando acima dele o restante da roupa limpa, da mesma maneira que arrumou da primeira vez;

Casacos, paletós e capas devem ser abotoados e postos abertos, evitando ao máximo as dobras;

Lembre-se de colocar sempre na parte superior, sobre as demais roupas, as mais leves, para que não amassem. Sempre que arrumamos as malas o fazemos com elas na posição horizontal, mas nunca as carregamos assim. Portanto, todas as coisas pesadas deverão ficar no fundo e na parte onde ficam as rodinhas.